Imprimir

Em cinco anos, defensivos agrícolas devem negociar mais de US$ 70 bilhões

Escrito por Tião Maia em .

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Relatório da consultoria MarketsandMarkets, divulgado esta semana no Portal Agropages, revelou que o mercado dos defensivos agrícolas deve atingir em todo mundo o valor de US$ 70,57 bilhões até 2021, período de menos de cinco anos. A taxa de crescimento anual prevista é de 5,15%.

De acordo com a mesma consultoria, o motivo do crescimento é a necessidade de proteção de cultivos e de garantia de segurança alimentar em um cenário de aumento populacional mundial. Outros fatores relevantes são a evolução para novas práticas e tecnologias agrícolas e o aumento das perdas com infestações de pragas.

Também influem nesse mercado algumas tendências como a maior procura por defensivos biológicos e o aumento da aceitação e emprego do Manejo Integrado de Pragas (MIP) pelos agricultores. O relatório da Consultoria MarketsandMarkets aponta ainda grandes oportunidades nos países em desenvolvimento.

Em relação às categorias, o mercado de defensivos agrícolas segue sendo liderado pelos herbicidas, seguidos pelos inseticidas e fungicidas. Os produtos para o controle de plantas daninhas devem continuar sendo a categoria de maior crescimento no mercado de produtos químicos para proteção de cultivos, devido às grandes perdas registradas e a alta eficácia dos herbicidas.

A América do Sul deve continuar sendo um dos principais mercados mundiais consumidores de produtos para a proteção de cultivos, com uma maior conscientização acerca da necessidade dos defensivos. No entanto, o relatório aponta que a Ásia deve crescer e assumir a liderança nos próximos cinco anos, com grandes investimentos de fabricantes multinacionais na região.

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn