Imprimir

ONU referenda fábrica da Natex para o mundo

Escrito por Romerito Aquino (*) em .

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Em seu aniversário de 11 anos de fundação, fábrica de preservativos da terra de Chico Mendes fará parte catálogo de fundo das Nações Unidas

Natex gera 150 empregos diretos e 700 indiretos - Foto Alexandre Noronha, Secom-ACNatex gera 150 empregos diretos e 700 indiretos - Foto Alexandre Noronha, Secom-AC

A fábrica de preservativos masculinos Natex, a única do mundo a usar o látex natural extraído manualmente pelos seringueiros, levando em conta as práticas tradicionais e contribuindo com a sustentabilidade econômica, social e ambiental de uma floresta tropical, é a mais nova aniversariante do Acre.

Localizada em Xapuri, na terra acreana do sindicalista e ecologista Chico Mendes a fábrica completou 11 anos recentemente a ganhou de presente a sinalização dada pela Organização das Nações Unidas (ONU) de incluí-la no catálogo do seu Fundo de Populações (UFNPA), que distribui preservativos para outros países do mundo. Com isso, a fábrica xapuriense será a primeira da América do Sul a compor a lista referendada pela ONU.

Pessoal da ONU visita a fábrica da Natex, em Xapuri - Foto DivulgaçãoPessoal da ONU visita a fábrica da Natex, em Xapuri - Foto Divulgação

Além disso, o objetivo da parceria que deve se firmar por meio de cooperação técnica com o Fundo de Populações da ONU é fazer com que a fábrica de preservativos Natex possa ter um preço de produto mais competitivo, que seja praticado, sobretudo, nos países da América Latina.

Segundo publicou a Agência de Notícias do Acre, três visitas agendadas pela ONU já foram realizadas no Acre para dar andamento ao processo de habilitação da fábrica. Em uma delas, Nair Souza, assessora de Saúde Sexual e Reprodutiva do UNFPA, Nair Souza destacou que “o modelo de fábrica é algo inovador no mundo”.

Fábrica tem capacidade para produzir até 100 milhões de unidades de preservativos por ano - Foto Alexandre Noronha, Secom-ACFábrica tem capacidade para produzir até 100 milhões de unidades de preservativos por ano - Foto Alexandre Noronha, Secom-AC

O fundo das Nações Unidas se faz presente hoje em mais de 150 países, abrangendo diferentes eixos, tais como como saúde reprodutiva, educação e direitos da criança e do adolescente. O UNFPA também é responsável, desde 1996, pela aquisição de insumos que envolvem questões de saúde reprodutiva, intermediando por meio de catálogos o fornecimento para o setor público.

Parceria garante sustentabilidade do empreendimento

Para Silvia Basso, diretora-técnica da Fundação de Tecnologia do Acre, à qual a Natex é vinculada, “essa parceria vem para garantir a sustentabilidade econômica do empreendimento e da própria comunidade e impactar socialmente ainda mais as famílias que vivem em torno dela”.

Equipes da ONU já conheceram a gestão da fábrica e sua forma de produção - Foto Sérgio Vale, Secom-ACEquipes da ONU já conheceram a gestão da fábrica e sua forma de produção - Foto Sérgio Vale, Secom-AC

O representante do UNFPA no Brasil, Jaime Nadal, destacou a importância social, econômica e ambiental da fábrica ao visitá-la em novembro do ano passado. “O produto da Natex é único, é um diamante. Tem um valor intangível, difícil de quantificar materialmente. É uma experiência que tem que ser mantida e, se possível, crescer.

Após receber uma equipe do fundo no seringal Rio Branco, na Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes, o líder seringueiro Raimundo Mendes, que lutou muito pela preservação da floresta junto com o primo Chico Mendes, destacou o papel importante da Natex. “Não se constrói nada se não houver luta. Hoje, finalmente, estamos em um momento de desfrutar. É triste que companheiros Chico Mendes e Wilson Pinheiro não estão mais conosco para ver essa nova realidade que vivemos”, assinalou Raimundão.

Sede da fábrica da Natex no município de Xapuri - Foto Secom-ACSede da fábrica da Natex no município de Xapuri - Foto Secom-AC

Instituída por meio de um decreto, a Natex gera hoje 150 empregos diretos em Xapuri e permite a geração de renda para 700 famílias, que extraem o látex que se transforma em 90 milhões de preservativos por ano em suas modernas instalações situadas próximas à rodovia federal BR-317, na estrada de acesso à cidade. Além do Acre, a Natex fornece preservativos para Brasília, Rondônia, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo.

(*) Com Rayele Oliveira, da Agência de Notícias do Acre.

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn