Imprimir

Está ficando muito mais fácil andar e circular por Rio Branco

Escrito por Tião Maia em . Publicado em Especiais

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Grandes obras estruturantes do prefeito Marcus Alexandre estão criando calçadas e duplicando principais ruas e avenidas da capital acreana

Prefeitura amplia mobilidade em avenida que dá acesso a 50 bairros na capital acreana - Foto Marcos Vicentti, Ascom-PMRBPrefeitura amplia mobilidade em avenida que dá acesso a 50 bairros na capital acreana - Foto Marcos Vicentti, Ascom-PMRB

O chamado verão amazônico, que estabelece a estiagem das chuvas na região, permitiu que a Prefeitura de Rio Branco, através da Secretaria Municipal de Obras (Seop), retomasse pelo menos sete frentes de trabalho na capital acreana na área de infraestrutura. São sete duplicações de ruas e avenidas com importância fundamental para a execução de um dos projetos mais ousados da administração do prefeito Marcus Alexandre, já em seu segundo mandato, que é a mobilidade urbana da cidade.

Prefeito Marcus Alexandre (dir.) com técnicos e moradores da região da Estrada Jarbas Passarinho - Foto Marcos Vicentti, Ascom-PMRBPrefeito Marcus Alexandre (dir.) com técnicos e moradores da região da Estrada Jarbas Passarinho - Foto Marcos Vicentti, Ascom-PMRB

O projeto de mobilização urbana na capital exige investimentos da ordem de R$ 9 milhões, dinheiro já assegurado pela Prefeitura e as obras devem ser entregues até ao final do ano. De todas as frentes de serviços, a que mais se destaca é a estrada Jarbas Passarinho, também conhecida como Apolônio Sales, que tinha 6 metros de largura. A avenida vai contar com 18,40 metros de largura e passará a ter calçadas e ciclovias. As obras de duplicação vão da localidade conhecida como Mangueira, nas proximidades ao Residencial Santa Cruz, até a rotatória do Posto Talma, somando mais de dois quilômetros e meio de extensão.

De acordo com o engenheiro civil Marcus Vinicius de Oliveira Holanda, secretário-adjunto da Seop, a obra na Jarbas Passarinho também inclui 3.364 metros de rede de drenagem e 4.800 metros de passeio público, além de as ciclovias terem dois metros de largura e quatro de pistas de rolamento. O que antes era uma pista de pouco mais de 7 metros, que mal cabia dois veículos, hoje está com 14,15 metros e vai ultrapassar os 18 metros, destaca o engenheiro.

Novos pontos de ônibus e calçadas estão sendo instalados ao longo de toda a avenida Jarbas Passarinho - Foto Marcus Vicentti, Ascom-PMRBNovos pontos de ônibus e calçadas estão sendo instalados ao longo de toda a avenida Jarbas Passarinho - Foto Marcus Vicentti, Ascom-PMRB

A estrada terá ainda novos abrigos de ônibus e em frente e na entrada do Conjunto Ouricuri, será implantada uma rotatória. O engenheiro Marcus Vinicius também destaca que a obra na Estrada Jarbas Passarinho beneficia duas regionais da cidade, a do São Francisco e do Tancredo Neves, que englobam pelo menos 50 bairros e beneficiam pelo menos 100 mil pessoas.

“Estamos trabalhando no recuo para fazer o encaixe da duplicação que vai da Escola Glória Perez até o Posto Talma. O esforço tem sido muito grande de executar essa obra que é muito importante para essa região que liga a parte alta de Rio Branco com o restante da cidade”, disse o prefeito Marcus Alexandre durante sua última visita às obras, quando se fez acompanhar do presidente da Associação de Moradores do Apolônio Sales, Elizaldo Luna. O líder comunitário, ao agradecer o prefeito Marcus Alexandre pelas obras, ressaltou a valorização dos imóveis e a expansão dos comércios depois do alargamento da via. “Imóvel aqui agora custa o dobro do preço”, disse.

Rotatórias facilitam os acessos à avenida e às ruas secundárias - Foto Marcos Vicentti, Ascom-PMRBRotatórias facilitam os acessos à avenida e às ruas secundárias - Foto Marcos Vicentti, Ascom-PMRB

É o que confirma o empresário Mario Brás de Souza, dono de uma loja de material de construção instalada no local, em frente ao Residencial Santa Cruz. Ele diz que a modernização da localidade fez a clientela aumentar. “Os clientes procuram locais onde possam estacionar com tranquilidade e segurança, por isso, minha loja está sendo mais procurada agora”, diz Souza.

Vias da estrada serão duplicadas ou alargadas

Além da Jarbas Passarinho, a prefeitura de Rio Branco executa obras de duplicação e alargamento de outras seis vias estruturantes da cidade, como a Avenida Getúlio Vargas, Estrada das Placas, Estrada da Sobral, Estrada da Floresta – já concluída a primeira fase da duplicação, e as ruas Campo Grande, na Baixada e a João XXIII, no Bosque. A Avenida Getúlio Vargas ficará com a maior largura de todas, com dois metros de calçadas. As obras de alargamento estão sendo feitas nas Ruas Campo Grande, na Baixada e na João XXIII, no bairro Bosque. Na Campo Grande é feito o alargamento da via com recuos para estacionamentos.

Mais mobilidade eleva preços dos imóveis e amplia fluxo de ônibus e automóveis - Fotos Marcos Vicentti, Ascom-PMRBMais mobilidade eleva preços dos imóveis e amplia fluxo de ônibus e automóveis - Fotos Marcos Vicentti, Ascom-PMRB

Na Rua João XXIII, a primeira etapa do trabalho já foi concluída. O alargamento vai desde a Avenida Antônio da Rocha Viana até a Avenida Getúlio Vargas, duas das principais artérias viárias de Rio Branco e que servem de ligação de diversos bairros da parte alta até o centro da cidade. A segunda fase das obras de alargamento da Rua João XXIII acontecerá desde a Avenida Getúlio Vargas, próximo ao Clube Juventus, até a Rua Joaquim Macedo, no bairro das Placas.

As duplicações e alargamentos são obras estruturantes que, quando estiverem concluídas, vão melhorar não apenas o fluxo de veículos, mas também a mobilidade urbana como um todo, já que em todas elas estão incluídas a construção de ciclovias e calçadas. Todos os projetos estão de acordo com o que orienta o Plano Diretor de Transportes e Trânsito de Rio Branco.

Eles estão divididos em diferentes fases e todas contam com a parceria do governo federal e do governo do Estado para a sua execução. Os recursos para essas obras são em maior parte do PAC Mobilidade, programa que contempla fundamentalmente a qualificação de vias urbanas e interligação de bairros. “Nosso compromisso é fazer de Rio Branco uma cidade mais humanizada”, destaca o prefeito Marcus Alexandre.

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn