Imprimir

Prefeito Marcus Alexandre cuida da saúde dos idosos

Escrito por Tião Maia (*) em . Publicado em Especiais

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Semana do Idoso em Rio Branco é encerrada com exercícios para pessoas com idade superior a 60 anos

Atividades da Prefeitura colocaram mais de uma centenas de idosos em movimento - Foto Tattiana JimÈnez, SEMSAAtividades da Prefeitura colocaram mais de uma centenas de idosos em movimento - Foto Tattiana JimÈnez, SEMSA

Uma caminhada pelas trilhas do Horto Florestal, em Rio Branco (AC), na semana passada, produziu belas imagens e rendeu muitas histórias para as próximas gerações da cidade. Foi o encerramento das atividades da Semana do Idoso na capital acreana, um evento promovido anualmente pela Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e Área Técnica de Saúde do Idoso.

Coordenado diretamente pelo prefeito Marcus Alexandre, o principal objetivo do evento foi chamar a atenção da importância da atividade física para a qualidade de vida das pessoas, com idade igual ou superior a 60 anos. O evento reuniu mais de 100 idosos participantes dos grupos de convivência coordenados pela Semsa e Secretaria de Cidadania e Assistência Social (SEMCAS), por meio dos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS).

Caminhada pela bela paisagem do Horto Florestal - Foto Tattiana JimÈnez, SEMSACaminhada pela bela paisagem do Horto Florestal - Foto Tattiana JimÈnez, SEMSA

A programação começou com aula de alongamento. Depois de cumprir um percurso de 1.200 metros, os participantes foram homenageados com medalhas e se reuniram para o café compartilhado e atividades de lazer. Na hora da dança, ninguém ficou parado. “Aqui estão as pessoas que viveram o passado da nossa cidade e representam uma história viva de Rio Branco. Estão numa fase de suas vidas que precisam de cuidados porque, da experiência dessas pessoas, também depende o futuro da nossa cidade”, destaca Marcus Alexandre.

Mudança de vida desde que chegou ao grupo

Participante do grupo de idosos da Unidade Básica de Saúde do Jardim Primavera, seu Peregrino Vale de Melo, 63 anos, conta sobre a mudança de vida desde que chegou ao grupo. “Procurei a unidade em busca dos serviços de saúde. Durante a permanência lá, para receber atendimento médico, vi as pessoas participando das atividades do grupo e comecei a participar também”, diz seu Peregrino, ao revelar que a melhora na saúde e disposição foi tão grande que desistiu até de pagar plano de saúde.

Prefeitura da capital mantém 27 centros de idosos espalhados pela cidade - Foto Tattiana JimÈnez, SEMSAPrefeitura da capital mantém 27 centros de idosos espalhados pela cidade - Foto Tattiana JimÈnez, SEMSA

“Pagava um absurdo. Hoje não vejo mais necessidade. No Jardim Primavera, tenho todo o acompanhamento que preciso e ainda participo de atividades como essa”, assinala.

De acordo com a coordenadora da Área Técnica de Saúde do Idoso, Valgirlângela Souza da Silva, além do grupo do Jardim Primavera, o município mantém outros 27 grupos que atendem moradores das diferentes regiões da cidade. Em todos os núcleos, além dos serviços de saúde, os integrantes têm oportunidade de participar de atividades de esporte, lazer, cultura, oficinas de memória, arte-terapia e rodas de conversa sobre temas relacionados à saúde do idoso.

“É uma fase da vida que requer atenção especial. Nós sabemos que somente o atendimento médico e a medicação não atenderão todas as necessidades. Sabemos da importância do compartilhar para essas pessoas. Nos grupos, muitos já venceram a depressão. Outros até se casaram”, completa Valgirlângela.

(*) Com Ascom da PMRB.

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn