Imprimir

Deputado Wherles Rocha (PSDB-AC) é o parlamentar mais perdulário do Brasil

Escrito por Romerito Aquino em . Publicado em Política

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Em 2016, o parlamentar brasileiro mais perdulário no exercício de suas funções foi o deputado federal acreano Wherles Rocha (PSDB-AC), também conhecido como Major Rocha, que gastou ao longo do ano nada menos que R$ 561 mil da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), a chamada verba indenizatória a que tem direitos os 513 deputados da Câmara Federal.

Deputado Major Rocha foi o parlamentar mais perdulário do Brasil em 2016 - Foto DivulgaçãoDeputado Major Rocha foi o parlamentar mais perdulário do Brasil em 2016 - Foto Divulgação

Os R$ 561 mil gastos em um ano pelo deputado tucano do Acre dariam para construir nove casas na Cidade do Povo para moradores das áreas de risco em Rio Branco, além de pagar salários para 598 pais de famílias desempregados no estado ou 1.480 cestas básicas mensais.

A verba indenizatória são os recursos que o Poder Legislativo federal repassa para custear os trabalhos dos gabinetes parlamentares, tais como despesas com locação de imóveis e de veículos, material de expediente, combustível e contratação de consultoria, que podem ser de comunicação e de pesquisas, entre outras.

Além do deputado Wherles Rocha, lideraram a lista dos gastões e perdulários do Congresso no ano passado os deputados Hiran Gonçalves (PP-RR), com R$ 544 mil: e Silas Câmara (PRB-AM), que gastou R$ 518 mil. No Senado, os mais perdulários foram os senadores Randolfe Rodrigues (RD-AP), que gastou R$ 456 mil; Telmário Mota (PDT-RR), R$ 447 mil; e Paulo Rocha (PT-PA), R$ 446 mil.

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn